Pesquisar este blog

Área Militar

Curta a Fan Page: Martins Concursos

Siga no Twitter

WhatsApp

http://whats.link/apostias

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013

Concurseiros X Carnaval



Concurseiros x Carnaval

 
Todo inicio de ano é a mesma coisa na vida daqueles que se preparam para os concursos públicos: muita expectativa e indecisão na hora de escolher para qual concurso estudar, dias e dias planejando a melhor forma de colocar esse estudo em prática e, sobretudo, conseguir avocar para si, muita determinação e motivação para levar o tal planejamento a sério, pois as distrações só se multiplicam nessa temporada tumultuada de eventos, que ocorrem quase simultaneamente entre festas e comemorações (Natal, ano novo, carnaval).

Dentre essas, destaco, por exemplo, a tradicional festa de Momo, popularmente conhecida como “carnaval”, onde é apenas um gênero diante de várias outras espécies como o Zé-Pereira, frevo, micareta, entre outras. Portanto, diversão garantida para todos os gostos culturais, idades, sexo e classes sociais.

Para o concurseiro, essa época de diversão se transforma em um verdadeiro dilema no melhor estilo shakespeariano: vou ou não vou? Estudo ou não estudo? Esta é a questão, ou melhor, a dúvida que surge puxada pelos blocos: “Larga os livros e vamos cair na folia” e “Atrás do trio elétrico só vai quem já passou”, parafraseando o título da música do cantor baiano, Caetano Veloso. Isso sem falar na questão das cobranças familiares, quando o concurseiro resolve dar umas voltinhas para relaxar. Sendo que essas cobranças quase sempre são pronunciadas em tom irônico, do tipo: “você não sabe se estuda ou ‘pula’ carnaval!”. Sinceramente, ninguém merece ouvir isso!

Para aqueles concurseiros que definitivamente não participam da folia de momo e que só gostariam de aproveitar o feriadão para dar uma esticada no estudo, com ou sem edital, a situação também é um pouco complicada (dependendo da região onde mora), pois existe a questão da pressão dos amigos, namorado(a), as bibliotecas fechadas, a vizinhança que resolve promover bailes na rua, trio elétrico para todo lado e tantos outros entraves, que a única opção é cantar: “Daqui não saio! Daqui ninguém me tira!”.

Diante desse baile de dúvidas, temos o seguinte quadro:

1. Concurseiro estudando sem edital publicado – Nesse caso poderia abusar um pouco da diversão e até mesmo viajar para recarregar as baterias, desde que essa pausa não demore mais do que três dias (todos sabem como é difícil pegar o embalo novamente, depois de um tempo afastado dos livros);

2. Concurseiro estudando com edital publicado – Infelizmente nessa situação qualquer tempo é valioso, ainda mais quando o candidato trabalha e utiliza o horário vago para estudar. Portanto, um feriadão de três a quatro dias é sempre muito bem-vindo. Além disso, se hoje você está no “Bloco “100% estudando”, no próximo ano com toda certeza sairá no “Bloco dos empossados”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário