Pesquisar este blog

Área Militar

Curta a Fan Page: Martins Concursos

Siga no Twitter

WhatsApp

http://whats.link/apostias

sábado, 30 de março de 2013

`Celular do Google´ chega ao Brasil para disputar com Galaxy




Diferenciais são o Android `puro´ e as atualizações do Google mais rápidas

São Paulo. Conhecido como "celular do Google", o Nexus 4, smartphone com sistema Android feito em parceria com a LG, começou a ser vendido no Brasil nesta semana, nas lojas físicas e sites da Fast Shop (R$ 1.516 à vista), das Lojas Americanas (R$ 1.614) e do Ponto Frio (R$ 1.699). Nos três primeiros dias, ele chegou a se esgotar, mas ontem já podia ser encontrado nas três lojas.

Fabricado em Taubaté (SP), o dispositivo é lançado num momento em que há uma dezena de celulares sofisticados à disposição do consumidor, que tem de se debruçar sobre diferenças milimétricas para ver o melhor custo-benefício.

O Nexus 4 custa menos do que outros smartphones topo de linha, como o Galaxy S 4, da Samsung (R$ 2.399 pela versão 3G e R$ 2.499 pela 4G). Por outro lado, sai por mais que o dobro do valor cobrado nos Estados Unidos - US$ 349, cerca de R$ 760, incluindo impostos.

"Não é um modelo economicamente viável para o Google subsidiar aparelhos", afirmou o brasileiro Hugo Barra, vice-presidente do Android, ao ser questionado sobre o preço no lançamento do Nexus 4, na sede do Google em São Paulo.]

O que ele tem. O diferencial da linha Nexus é o fato de os aparelhos virem com a versão mais recente do Android conforme idealizada pelo Google, sem modificações dos fabricantes. Android é o sistema operacional para dispositivos móveis do Google que lidera o mercado de smartphones hoje. Em cada dez celulares vendidos no mundo, seis são Androids - no Brasil, eles responderam por 75% dos smartphones vendidos, o que pôs o país na quinta posição no ranking mundial de ativações do sistema.

Para o Google, o fato de ser um sistema operacional "puro" vai possibilitar uma melhor integração com os serviços da empresa, como o Maps e o Gmail. Os Nexus também são os primeiros a receber as atualizações do sistema, fornecidas diretamente pelo Google.

Um dos principais recursos do aparelho é o assistente pessoal Google Now, que mostra informações sem que o usuário precise solicitá-las. A ferramenta estima o tempo de chegada a um compromisso e, quando o usuário viaja, converte a moeda local e mostra o horário em casa automaticamente.

No Brasil, só a versão com armazenamento de 16 Gbytes será vendida. A linha inclui ainda dois tablets, o Nexus 7 e o Nexus 10, que ainda não são vendidos no país e não têm previsão de chegada por aqui.

Concorrência. Apenas neste primeiro trimestre, Samsung, Nokia, BlackBerry e Motorola apresentaram celulares sofisticados no país. Um tem a câmera superpoderosa, com lente Carl Zeiss, outro detecta o movimento dos olhos, outro até abre o olho de quem piscou na hora da foto. "Cada um tenta pôr uma coisinha a mais", diz Elia San Miguel, analista de mercado da Gartner.

Estimar o sucesso que um aparelho hoje pode apresentar em vendas, portanto, depende de muitos fatores. No caso do Nexus 4, o fato de ele ser "puro" ou receber as atualizações do software diretamente do Google não significa necessariamente que ele "caia nas graças do consumidor", segundo Elia.

Mas essa é uma das principais apostas da LG para crescer este ano. A empresa - que tinha 1,2% do mercado de smartphones em 2010 e subiu para 13,3% em 2012 - estreia no mercado dos tops de linha apenas com este Nexus 4. O próximo aparelho, batizado de Optimus G, virá em abril.

  Transformando Sonhos em Realidade


Nenhum comentário:

Postar um comentário