Pesquisar este blog

Área Militar

Curta a Fan Page: Martins Concursos

Siga no Twitter

WhatsApp

http://whats.link/apostias

terça-feira, 12 de março de 2013

PM PRENDE HOMEM QUE MATOU CABO EM POSTO DE COMBUSTÍVEIS

O homem, que matou um policial militar em um posto de combustíveis, no Bairro Jardim das Alterosas, Betim, na noite da última quarta-feira, 6, foi preso na sexta-feira, 8, na cidade de Ibirité, por policiais militares do Tático Móvel do 48º Batalhão. A informação é do comandante do 33º Batalhão de Polícia Militar, Tenente-Coronel Petrônzio.

Segundo o oficial, em entrevista coletiva no prédio do Centro Integrado de Comunicações Operacionais - Cicop, na Praça da Liberdade, o autor confesso do homicídio foi identificado como Álisson Jésus de Jesus, 22 anos. No dia do crime, o marginal estava com sua companheira Helena Francisca de Paula, 22 anos.

O crime foi cometido, quando, por volta das 21h, o Cabo Edinaldo Muniz Barbosa Queiroz, da 188ª Companhia do 33º Batalhão, parou no Posto Zema para abastecer o seu veículo. Assim que chegou, avistou Álisson, de arma em punho, assaltando o frentista.

O Cabo Edinaldo deu voz de prisão ao autor, mas ele não obedeceu e atirou várias vezes contra o militar, que foi ferido no peito e nas costas. Em seguida, o marginal e Helena Francisca fugiram em um Corsa, que havia sido tomado de assalto.

FORÇA-TAREFA
Logo após o assassinato, uma equipe da 188ª Companhia do 33º Batalhão, orientada pela Diretoria de Inteligência - DInt, montou uma estratégia para localizar e prender o homicida. O Serviço de Inteligência fez levantamentos e conseguiu identificar o autor por meio de imagens, conseguidas em um posto de combustíveis, em
Nova Lima, que Álisson havia assaltado no dia 17 de fevereiro.

Essas imagens foram levadas ao frentista do Posto Zema, que, de imediato, reconheceu o homem como sendo o autor da morte do cabo e do assalto. Depois, após cruzar os dados, a equipe da 188ª Cia apurou que Álisson tinha fugido em direção a Ibirité e passou os dados para o Serviço de Inteligência do 48º Batalhão.

Na manhã de ontem, 8, os policiais militares descobriram que o assaltante estava escondido em uma residência na cidade de Ibirité, onde ele foi preso, às 15h55, em companhia de Helena Francisca de Paula. O casal foi conduzido para 8ª Delegacia Regional de Polícia Civil, onde está à disposição da Justiça.

OUTROS CRIMES
De acordo com os levantamentos iniciais, Álisson assaltou, no dia 5 de fevereiro, um posto de combustíveis no Bairro Marilândia, em Betim; no dia 16 do mesmo mês, ele voltou a atacar o mesmo estabelecimento; em 17 de fevereiro, o marginal atacou mais um posto, em Nova Lima, e em 6 de março, fez a investida criminosa que redundou na morte do Cabo Edinaldo.

INTELIGÊNCIA
A força-tarefa foi coordenada pela 2ª Região de Polícia Militar e pela Diretoria de Inteligência, com apoio do Comando de Policiamento Especializado - CPE e da 1ª Companhia de Missões Especiais. A participação do Poder Judiciário e da Polícia Civil, conforme o Ten-Cel Petrônzio, foram fundamentais para o sucesso da operação.

QUEM ERA O CABO
O Cabo Edinaldo Muniz Barbosa Queiroz era um profissional exemplar, admirado por seus colegas de farda. Casado, pai de dois filhos (uma menina de seis anos e um garoto de nove), ele tinha 40 anos, 20 dos quais dedicados à Polícia Militar. Cursava o 6º período de Direito na PUC, em Betim.
  Transformando Sonhos em Realidade

Nenhum comentário:

Postar um comentário