Pesquisar este blog

Área Militar

Curta a Fan Page: Martins Concursos

Siga no Twitter

WhatsApp

http://whats.link/apostias

terça-feira, 26 de fevereiro de 2019

Prefeitura BH destinará 20% das vagas do concurso da Guarda Municipal para mulheres


O prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil, determinou que o efetivo feminino da Guarda Municipal passe de 5% para 20%. Essa orientação já valerá para o próximo concurso público da Guarda que terá seu edital publicado no mês de março.


Adquira sua Apostila e saia na frente!

A subsecretária municipal de Gestão de Pessoas, Fernanda Neves, explica que este aumento será possível em virtude da lei 11.153, de janeiro de 2019, de autoria do Executivo. Ela altera a composição do efetivo feminino de até 5% para no mínimo 10% do quantitativo total da corporação.



“Dentro de uma política de valorização da mulher, adotada pela administração municipal em diferentes áreas, nos empenhamos para alterar a legislação e ampliar a sua participação no universo da segurança. 

Uma significativa sinalização de que a Prefeitura acredita no poder e na atuação com excelência das mulheres, em qualquer que seja o posto de trabalho”, destaca a subsecretária.

 O cargo de guarda municipal de 2ª classe, cargo de início na hierarquia da instituição, conta com remuneração inicial de R$ 2.801,29. Esse valor inclui benefícios como Gratificação por Disponibilidade Integral (GDI) de R$ 271,09, adicional por exercício de atividade de risco de R$ 722,91. Os servidores também terão direito a vale-refeição, vale-alimentação, vale-lanche, bonificação por cumprimento de metas, resultados e indicadores.  Há também a possibilidade de progressão na carreira que são previstas no Plano de Cargos e Salários. 


A intenção é de que sejam abertas até 2 mil vagas. O cargo de guarda exige o nível médio completo e tem como atribuições iniciais a proteção de órgãos, entidades, serviços e o patrimônio do Município de Belo Horizonte; exercer a atividade de orientação e proteção dos agentes públicos e dos usuários dos serviços públicos municipais; entre outras.

Último concurso Guarda Municipal BH
O último concurso, realizado em 2009, ofereceu 600 vagas, sendo 570 para homens e 30 para mulheres. A expectativa para este ano é que a oferta passe disso, já que, atualmente, a guarda atua com 2.088 agentes, praticamente a metade do efetivo permitido.


quarta-feira, 20 de fevereiro de 2019

Como combater o sono durante os Estudos?!


Um dos principais fatores que prejudicam o aprendizado, concentração e os estudos de uma forma geral é aquele sono que ‘bate’ na pessoa, muitas vezes tornando difícil até abrir os olhos.


Isso pode acontecer por diversos motivos, entre eles podemos citar:
Poucas horas de sono;
Matéria desinteressante;
Preguiça;
 

Conheça nossas Apostilas em nosso site: www.apostilasmartins.com.br

Independente do motivo, o fato é que quando se está estudando para um concurso, Enem, vestibular ou mesmo uma prova importante, esse sono parece chegar sempre nas horas mais inapropriadas.
Como enfrentar o sono durante os estudos

Para ajudar você a se livrar do sono, listamos 5 modos de como enfrentar o sono durante os estudos, confira:


Faça exercícios;
Estude em local adequado;
Tire um cochilo;
Durma bem;
Beba café, energéticos e estimulantes.

Abaixo explicamos melhora cada uma delas.

Faça exercícios
Se movimentar é uma excelente forma de se livrar do sono.
Os exercícios tiram aquela ‘moleza’ do corpo e na maioria das vezes dão até nova disposição para estudar.

Isso ocorre pois praticar exercícios ativa o corpo, liberando substâncias na corrente sanguínea que trabalham contra, neutralizando outras substâncias que trazem relaxamento e sono para o corpo.
Pratique pelo menos 5 minutos de exercício entre cada hora de estudo.
Faça flexões, polichinelos, suba e desça escadas, pule corda. O exercício não importa, mas pratique algum que você goste.

Estude em local adequado
Quando já se está com preguiça ou sono, nada parece melhor do que estudar na cama ou em um sofá confortável.


Evite essas armadilhas, monte um local de estudo próprio, onde você precise sentar e que preferencialmente não seja muito confortável.

Esse local também precisa ser bem iluminado, pouca iluminação produz hormônios que causam sono.

Tire um cochilo
Quando o sono está demais e nenhuma das outras opções dessa lista fez efeito, tire um cochilo.
Nada muito longo, algo em torno de 20 a 30 minutos no máximo.
Muitas vezes esse cochilo serve como uma ‘reiniciar’ de sistema, corrigindo o problema, no caso, o sono.

Durma bem
Se você não fizer isso, além de ter sono durante todo o dia dificultando os estudos, prejudicará até mesmo a sua concentração e seu aprendizado.

Dormir também é uma forma de memorizar o que você aprendeu no dia anterior, pois é nesse momento que o cérebro descansa e ‘grava’ aquilo que você aprendeu.

Dormir bem faz com que o resultado final dos seus estudos seja melhor do que dormir pouco e estudar muito.

Beba café, energéticos e estimulantes
Se você estuda pela manhã, nada melhor após acordar que uma xícara de café para ‘despertar’ de verdade.

Durante os estudos, quando o sono chegar, beber café, energético ou estimulantes, como refrigerantes a base de cola, são uma excelente forma de se manter desperto e afastar o sono.

Em contra partida, tome cuidado com os exageros, esses tipos de bebidas são benéficas e dão aquele ‘up’ que você precisa em um momento de sono ou cansaço, mas quando ingeridas com frequência ou em grandes quantidades podem trazer problemas de saúde, como:

Gastrites;
Ulceras estomacais;
Aceleração do coração;
Aumento da pressão sanguínea.

Além disso essas bebidas são viciantes, da mesma forma que drogas, bebida alcoólica e cigarro.
Por isso, vá devagar com o uso delas.

Considerações finais

A rotina corrida de quem está estudando para um concurso, Enem, vestibular ou alguma outra prova importante pode ser difícil e extenuante.
Mesmo assim evite exageros na hora dos estudos, como virar a noite estudando, dormir pouco, se alimentar mal e etc.

Além de trazer efeitos inversos do que você espera, pode ‘cansar’ o seu cérebro e na hora da tão sonhada prova, ‘dar branco’ em você.

Exageros, sejam eles de qualquer origem, não são benéficos para a saúde e sempre comprometem o rendimento final da pessoa.
Por Vagner Neubert


terça-feira, 19 de fevereiro de 2019

Concurso Público ESA Sargento do Exército com mais 1000 vagas foi anunciado

Por meio do Departamento de Ensino e Cultura do Exército (DECEx) e intermédio da Escola de Sargentos das Armas (ESA), o Concurso Público para Admissão e Matrícula nos Cursos de Formação e Graduação de Sargentos (CFGS) das áreas Geral/ Aviação, Música e Saúde em 2020 do Exército com 1.060 vagas foi anunciado.
Adquira sua Apostila e saia na frente!
Dentre os requisitos exigidos é necessário que o candidato tenha concluído o Ensino Médio e para p os candidatos da área da saúde a conclusão do curso Técnico em Enfermagem até a data de sua apresentação na Organização Militar de Corpo de Tropa (OMCT), além de apresentar registro no Coren.

A idade para a área Geral/ Aviação é no mínimo, 17 anos e no máximo 24 anos, já para as áreas Música e Saúde o candidato deve ter no mínimo 17 anos e no máximo 26 anos.

A altura exigida é de no mínimo 1,60m se do sexo masculino, sendo que esta limitação não se aplica aos candidatos com até 16 anos de idade, desde que possuam a altura mínima de 1,57m e exame especializado que revele a possibilidade do crescimento. Para as candidatas do sexo feminino é necessário ter altura mínima de 1,55m.

Os interessados podem realizar as inscrições a partir do dia 20 de fevereiro de 2019 até 20 de março de 2019, pelo site www.esa.eb.mil.br.

É necessário ter pago a Guia de Recolhimento da União (GRU) no valor de R$ 95,00 para confirmar a participação. Não esqueça que os horários especificados no edital têm como base o horário oficial de Brasília - DF.

O candidato deverá solicitar a isenção do pagamento da taxa de inscrição por meio de requerimento conforme as especificações do edital, mediante serviço postal específico entre os dias 20 e 21 de fevereiro de 2019.

A classificação será em duas fases compostas de várias etapas, sendo a primeira de Exame Intelectual EI, composto por Prova de Matemática, Português, História e Geografia do Brasil, Inglês, Conhecimentos Específicos e de Português na data prevista de 4 de agosto de 2019. As demais etapas constituem de Valoração de Títulos, Exame de Habilitação Musical EHM, Inspeção de Saúde e Exame de Aptidão Física Preliminar EAFP.

Já a segunda fase é composta por Revisão Médica, Exame de Aptidão Física Definitivo (EAFD), Comprovação dos Requisitos Biográficos do candidato e Comprovação através da Heteroidentificação.

Essas vagas estão disponíveis conforme a área de atuação da seguinte forma: Área Geral/ Aviação - Aviação-Manutenção e Aviação-Apoio, Infantaria: Cavalaria/ Artilharia/ Engenharia/ Comunicações/ Material Bélico - Manutenção de Viatura Auto/ Material Bélico - Manutenção de Armamento/ Material Bélico - Mecânico Operador/ Material Bélico - Manutenção de Viatura Blindada/ Manutenção de Comunicações/ Topografia/ Intendência: 900 vagas para o sexo masculino e 100 para o sexo feminino; Área Música - Instrumentos Musicais - Naipes: Clarineta em MIB/ Clarineta em SIB (15), Fagote em dó/Contra-Fagote em dó (1), Flauta transversal em dó/ Flautim em dó (2), Oboé em dó/ Corne-Inglês (1), Saxhorne barítono em SIB/ Saxhorne baixo em SIB (7), Saxofone em MIB/ Saxofone em SIB (6), Tuba em MIB/ Tuba em SIB (4), Tímpanos/ Bombo/ Pratos/ Tarol e Caixa Surda (2), Trombone Tenor em SIB de vara/ Trombone Baixo em SIB de vara (8), Trompa em fá (2) e Trompete/ Cornetim/ Flueghorne (12).


Concurso Polícia Militar – PM PI: Comandante da corporação anuncia novo edital


Comandante da Polícia Militar do Piauí confirmou realização de um novo edital.  
 
A Polícia Militar doPiauí (PM PI), por conta da estabilidade econômica e do plano de carreiras específico, é um dos concursos mais procurados pelos concurseiros do estado. A boa notícia é que, um novo edital pode ser divulgado em breve.
 
Recentemente o comandante da corporação, Lindomar Castilho, anunciou a realização do concurso PM PI 2019. Entretanto, não deu detalhes quanto ao quantitativo de vagas e cargos contemplados.
 
Adquira sua Apostila e saia na frente!
O último certame da corporação foi realizado em 2017. Em meio a polêmicas de fraudes, o cronograma foi cumprido e o resultado final foi divulgado em novembro do mesmo ano. Entretanto, houve um alto índice de vagas ociosas.
 
Cerca de 30% das 480 vagas disponíveis não foram preenchidas, o que dá um total de 149 oportunidades. Este alto índice pode ter acontecido em função da complexidade do concurso e também da falta de preparo para as fases além da prova teórica.
 
Para aqueles que desejam começar a se preparar com antecedência, abaixo traçamos os principais pontos do preparo para o certame da PM PI, como por exemplo, etapas e avaliação e conteúdo programático.
Concurso PM PI 2019
 
Boa notícia para quem deseja ingressar na corporação piauiense! O comandante da corporação, coronel Lindomar Castilho, anunciou que em 2019 haverá novo concurso para a Polícia Militar do Piauí.
Durante entrevista ao quadro Jogo do Poder, do programa Agora, exibido pela Rede Meio Norte, o coronel afirmou que o governador reeleito,  Wellington Dias, anunciará a seleção depois da posse dos novos secretários e da aprovação da reforma administrativa do estado pela Assembleia Legislativa.
 
Detalhes do concurso PM PI 2019, como por exemplo, quantitativo de vagas e cargos contemplados, não foram informados.
 
Nos último certame para soldado foram requisitos imprescindíveis para investidura na carreira: altura mínima de 1,60m para candidatos do sexo masculino, e 1,55m do sexo feminino, conclusão do ensino médio, Carteira Nacional de Habilitação (CNH), categoria mínima AB, 

Para ver o edital do último concurso da PMPI clique aqui.
 
Concurso PM PI 2017
Neste certame foram oferecidas 480 vagas de nível médio para admissão no Curso de Formação de Soldados da Polícia Militar do Piauí, para ingresso no Quadro de Policiais Praças Militares (QPPM), na graduação inicial de Soldado PM.
 
As oportunidades foram divididas entre Praças do sexo masculino e feminino. A lotação dos candidatos ocorreu nas cidades de Floriano, Parnaíba, Corrente, Picos, Uruçuí, Avelino Lopes, Piripiri, São Raimundo Nonato, Bom Jesus e Oeiras.
 
No ato de inscrição os candidatos puderam escolher as cidades de lotação, entretanto, após homologação do concurso, o destino poderá sofrer alterações, de acordo com a necessidade da corporação.
 
A seleção para preenchimento de vagas de soldado da PM PI foi dividida entre cinco etapas, a saber:
Prova objetiva escrita;
Exames de saúde – médico e odontológico;
Teste de aptidão física;
Exame psicológico;
Investigação social.
 
O concurso anterior, publicado em 2013, foi organizado pela Universidade Estadual do Piaui e ofereceu 400 vagas. As oportunidades foram distribuídas entre os cargos de soldado e oficial da PM, com exigência de ensino médio e superior, respectivamente.
 
Ambos tiveram validade de dois anos a partir de sua homologação, admitindo prorrogação por igual período.
 
Salário PM PI
Após aprovação no concurso e realização do Curso de Formação de Oficiais, o candidato ao cargo de Policial Militar terá remuneração inicial de R$ 3.100,00, acrescido de plano de saúde e outros benefícios.
Conteúdo programático concurso PMPI
De acordo com os últimos regulamentos, para o cargo de soldado, na prova objetiva, foram exigidos domínios em:
Língua Portuguesa;
Matemática;
Conhecimentos Gerais;
Noções de Informática;
Legislação da PM PI;
Direitos Humanos e Segurança Pública.
 
Para oficial, as provas continham questões de:
Língua Portuguesa;
Legislação da PM PI;
Legislação Especial aplicada à Segurança;
Direitos Penal Constitucional, Processual Penal, Administrativo, Penal Militar e Processual Penal Militar;
Segurança Pública.
 


segunda-feira, 18 de fevereiro de 2019

Concursos públicos 2019: milhares de vagas previstas



Ano está apenas começando e há previsão de abertura de concursos, tanto no âmbito nacional, quanto municipal e estadual, além do DF.

O ano de 2019, apesar de sinalizações de cautela dadas pelo atual governo federal, pode ser ainda promissor no tocante à realização de bons concursos. Passada a euforia dos primeiros 100 dias de governo, a tendência será o governo centralizar nos concursos nacionais mais importantes.


Um dos editais mais esperados do ano, sem dúvidas, é o do concurso do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social). O pedido já encaminhado ao - agora - Ministério da Economia, teve alguns avanços e é provável que uma autorização saia até o final deste semestre.

O pedido inicial seria da ordem de 7,8 mil novas vagas. No entanto, a autorização a ser dada conterá provavelmente um número bem maior de vagas: aproximadamente, 17 mil, para todo o país, de acordo com um superintendente do órgão.

ANA – Agência Nacional de Águas poderá também abrir concurso para preencher, pelo menos, 91 novas vagas. O pedido segue em tramitação, com previsão de vagas para os níveis médio e superior.

Os cargos da Agência serão Técnico Administrativo, Especialista em Recursos Hídricos, Analista Administrativo e Especialista em Geoprocessamento.

No Judiciário, o mais breve concurso previsto é o do TCU - Tribunal de Contas da União, com cerca de 20 vagas iniciais, a serem preenchidas ao longo do ano de 2019. Esse certame já estava previsto na Lei Orçamentária 2019.

A expectativa é de que devam surgir vagas para Técnico e Auditor, de níveis médio e superior, respectivamente.  O valor da remuneração para o cargo de Técnico Federal é, atualmente, de cerca de R$ 12,6 mil, inicialmente, enquanto que para Auditor Federal é de aproximadamente R$ 21.947, ambos com jornadas de trabalho de 40 horas semanais.

Com uma carência de funcionários há alguns anos, os Correios necessitam preencher vagas o mais breve possível. Como ainda não há previsão de edital, resta aos candidatos continuar estudando.

No IBGE é esperado que em 2019 sejam deliberadas as autorizações para as milhares de vagas temporárias necessárias à realização do Censo 2020.

Mas não apenas isso: existe a previsão de um novo concurso no órgão, com pedido protocolado há cerca de dois anos.

Se dependesse do IBGE, um concurso com pelo menos 1.800 vagas efetivas seria lançado o quanto antes. 1.200 seriam para Técnico em Informações Geográficas e Estatísticas e 600 para Analista de Planejamento, Gestão e Infraestrutura em Informações Geográficas e Estatísticas.


sexta-feira, 15 de fevereiro de 2019

Curso Superior Sequencial (4 Meses) aceito pela PMMG


Saiba o que é e como funciona o curso superior sequencial

O termo “curso sequencial” foi incorporado pela Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional como uma das modalidades de ensino superior. O curso superiorsequencial oferece formação técnica de nível superior em um período mínimo de dois anos e, justamente pela rapidez na formação profissional, tem sido cada vez mais procurado por estudantes de nível médio, porque permite a entrada mais cedo no mercado de trabalho.
 É um curso superior, porém sem caráter de graduação, que busca uma formação específica em um determinado “campo do saber” e não em “uma área de conhecimento e suas habilitações”.

Oferece um certificado de complementação de estudos ou um diploma de formação específica, podendo ser feito antes, durante ou depois de um curso de graduação e não precisa obedecer ao ano letivo. As disciplinas de um curso sequencial podem ser aproveitadas em uma graduação superior, conforme o currículo, dependendo da instituição de ensino superior; porém, para o ingresso, haverá processo seletivo.

Terminado um curso sequencial, o estudante poderá fazer pós-graduação “lato sensu” (sem defesa de tese), mas não “stricto sensu” (mestrado ou doutorado).


Existem dois tipos de cursos sequenciais:

Curso Sequencial de Complementação de Estudos, individual ou coletivo, com certificado em certo campo do saber e sem exigência de graduação;

Curso Sequencial de Formação Específica, sem destinação coletiva e com diploma
Considerando-se concursos públicos, que especifiquem apenas o requisito de ser portador de diploma superior, os formados em um curso sequencial superior poderão se inscrever.

A regulamentação das profissões e a habilitação para o exercício profissional são atribuições dos órgãos de classe e conselhos profissionais. Como exemplos de carreiras oferecidas por cursos sequenciais, podemos citar:

comunicação,
gestão escolar,
gestão e planejamento de marketing e vendas,
gastronomia,
cosmetologia,
administração hoteleira,
criação de websites, entre outras.

Prefere fazer um curso superior tradicional? Descubra onde estudar!
Se você descobriu o que é um curso sequencial e viu que não tem a ver com seus planos profissionais, não desanime!

Há ainda um mundo de opções de cursos superiores, em grau de bacharelado (mais completos e longos), de licenciatura (para quem quer ser professor) e de tecnólogo (para quem tem pressa de entrar no mercado de trabalho).

Independentemente do curso que você escolher, fique de olho em um detalhe: somente faculdades reconhecidas pelo Ministério da Educação (MEC) podem emitir diplomas válidos formalmente em todo o Brasil.
Separamos algumas faculdades reconhecidas e bem avaliadas pelo MEC para você conhecer:


Fonte:mundovestibular

Porque fazer ou não um Concurso Público!


Os concursos públicos sofrem altos e baixos, e parece que as opiniões a respeito dessa escolha profissional também oscilam na mesma frequência. Nos bons momentos, parece ser a solução para a vida de todo mundo. Quando a situação se complica, todo mundo quer desistir do projeto.

Voltando ao tema: vale a pena fazer concurso público?

Depende. Depende dos sonhos que você tem para a sua vida. Depende da sua realidade financeira. Depende do seu perfil.

Trabalhar para a administração pública, da mesma forma que ser empregado na iniciativa privada ou trabalhar por conta própria, tem vantagens e desvantagens.


Vantagens
Em relação aos concursos, acho que a principal vantagem é a relativa segurança de ter um salário no fim do mês e outros direitos, tais como férias e décimo terceiro salário, garantidos. Com isso, é possível pensar em projetos de futuro.

Há pontos favoráveis também quanto ao acesso. Você não depende de indicações ou de conhecimentos pessoais. Não há discriminação de idade, sexo, classe social, religião – aliás, como deveria ser sempre –; você é um CPF e o resultado de uma prova.

Além disso, é possível se preparar aos poucos, e não há prazo fatal (exceto o limite de idade para a aposentadoria compulsória), porque sempre há novas oportunidades. No fim de tudo, não importa quanto tempo você levou para ser aprovado/a nem quantas vezes você foi reprovado/a antes – depois da aprovação, nomeação, posse, você é um servidor público com o mérito de ter conquistado aquele lugar a partir dos seus próprios recursos e empenho.

Outro aspecto importante é que há cargos nas mais variadas atividades, e não só em funções burocráticas, como muita gente pensa. Há trabalho em área administrativa, de planejamento e gestão, de segurança, bancária, de saúde, magistério, jurídica, inteligência; existe, ainda, uma infinidade de cargos de formação específica: arquitetura, arquivologia, astronomia, biologia, biblioteconomia, ciências contábeis, direito, economia, engenharia, geologia, informática, medicina, psicologia e muitos outros.

E também é possível empreender no serviço público, apesar de tudo ser mais moroso, porque cada passo é regrado pela legislação. Mas, mudanças e melhorias são importantes para garantir a qualidade do serviço prestado, e cabe também a você levar novos conhecimentos e propostas de atualização.

Então, é uma questão de verificar o tipo de concurso que você deseja, e se preparar adequadamente.

Mais uma coisa: sempre haverá concursos, porque existem serviços que precisam ser prestados à sociedade e que não podem ser privatizados. Então, há momentos com oferta mais restrita e outros com mais vagas, mas isso é sempre temporário.


Desvantagens
Mas, nem tudo são flores, e há também desvantagens, claro.

Por exemplo, o tempo de aprovação costuma ser um pouco longo – em torno de 2 anos ou mais, conforme o concurso -, porque muita gente se prepara para o mesmo cargo.

O salário é determinado por lei, o que, de certa forma, é uma segurança. Por outro lado, não existe negociação com a chefia para pedir aumento, por melhor funcionário que você seja. Também por isso, o clima costuma ser menos competitivo do que na economia privada.

Mais um ponto a ser analisado, vale lembrar que o concurso é para o cargo. Então, aquele será o seu trabalho para sempre. Não é como trabalhar numa grande empresa e poder mudar totalmente de área ou subir patamares. É possível exercer funções um pouco diferentes, desde que conexas ao cargo de origem, porque cada cargo tem um leque de atribuições que termina sendo dividido por diversos funcionários.

Mas, se você se encantar por outra atividade, mesmo que dentro do serviço público, terá de ser aprovado em outro concurso. O mesmo acontece se você entrar para um cargo de nível médio e depois quiser exercer atividades de um cargo de nível superior, ainda que na mesma carreira – só prestando novo concurso.

sábado, 9 de fevereiro de 2019

Curso de Formação de Oficiais - CFO PMMG 2019 - 120 Vagas


Os requisitos legais para o ingresso no CFO da PM - MG são: ser Brasileiro nato; possuir título de bacharel em Direito, obtido em estabelecimento reconhecido pelo sistema de ensino federal, estadual ou do Distrito Federal; estar quite com as obrigações eleitorais e militares; ter entre 18 e 30 anos de idade na data da inclusão, prevista para o dia 26 de agosto de 2019; possuir idoneidade moral; ter altura mínima de 1,60m; ter sanidade física e mental; ter aptidão física e ser aprovado em avaliação psicológica.
Adquira sua Apostila e saia na frente!


A renumeração básica inicial para o Cadete do 1º ano do CFO/2019 é de R$ 5.769,42. Ao todo são 120 vagas disponíveis, distribuídas para candidatos do sexo masculino (108) e feminino (12).


Quanto as inscrições elas serão realizadas, no site www.policiamilitar.mg.gov.br no período de 06 de fevereiro de 2019 a 07 de março de 2019. O valor da taxa de inscrição é de R$ 173,00.

Após a pré-inscrição, feita pela Internet, o candidato deverá comparecer, exclusivamente, até uma das unidades, para entrega da documentação descrita no Edital disponível em nosso site.

O concurso consiste nas seguintes fases de classificação, conforme descrito abaixo:

1ª fase: Provas de Conhecimentos (objetiva e dissertativa), previstas para o dia 07 de abril de 2019, com inicio previsto para as 08h30.

2ª fase: Avaliações Psicológicas, Avaliação Física Militar (AFM) e Exames de Saúde (preliminares e complementares), Exame Toxicológico, Prova Oral e Prova de Títulos.

A validade deste certame é 30 dias podendo ser prorrogado uma única vez por igual período, contado do dia da homologação do resultado final.




quinta-feira, 7 de fevereiro de 2019

Concurso INSS 2019: Expectativa para segundo semestre


Concurso INSS 2019: Expectativa por edital no segundo semestre. Preparem-se!!!

Pedido de concurso INSS 2019 tem mais avanços no Ministério da Economia. Carência atual do órgão é de cerca de 17 mil servidores. Pedido é de 7,8 mil vagas.


 Adquira sua Apostila e saia na frente!

É grande a expectativa pela autorização do novo edital do Instituto Nacional do Seguro Social (concurso INSS). O pedido feito ao Ministério do Planejamento (atual Ministério da Economia) teve alguns avanços desde o mês de dezembro de 2018, com seis tramitações registradas no sistema de acompanhamento de protocolos.

A expectativa agora é de que o novo governo sinalize positivamente a respeito até, pelo menos, o mês de abril.

Somente em 2019, o pedido de concurso já tramitou por setores como o Departamento de Benefícios Assistenciais e Previdenciários, a Coordenação de Apoio Administrativo e a Coordenação-Geral de Benefícios Previdenciários.
Considerando o fato de que o último concurso já teve a sua validade prorrogada para até 08/2018, é de se acreditar que o pedido tenha mais avanços nos próximos meses. Além disso, vale lembrar que no concurso passado não foram chamados os excedentes.


Concurso INSS 2019
O pedido inicial feito ao então Ministério do Planejamento seria da ordem de 7,8 mil novas vagas. No entanto, conforme entrevista recente do superintendente do órgão no Piauí, a autorização a ser dada conteria um número bem maior de vagas: aproximadamente, 17 mil, para todo o país. Segundo o superintendente, "o INSS está à beira de um colapso", por conta da falta de servidores efetivos.

De qualquer forma, ainda não há confirmação oficial sobre o quantitativo. Como se sabe, as ocupações de maior demanda no Instituto são as de Técnico do Seguro Social, Analista do Seguro Social e Perito Médico Previdenciário.

Distribuição das vagas
Considerando o quantitativo de 7,8 mil vagas, contido no pedido inicial, o INSS distribuiria da seguinte forma: Técnico do Seguro Social contemplaria a maior parte da demanda, com 3.984 vagas; Peritos teriam 2.212 vagas; e para Analista seriam 1.692 oportunidades.

O cargo mais almejado pelos candidatos, sem dúvidas, é o de Técnico do Seguro Social, que possui salário inicial em torno de R$ 5,4 mil, acrescido de auxílio-alimentação de R$ 458,00.

Requisitos
Técnico do Seguro Social do INSS
Diploma do Ensino Médio, antigo 2º grau, ou certificado de curso técnico equivalente, expedido por instituição de ensino reconhecida pelo MEC. A estimativa salarial inicial é de R$ 5.344,87 acrescido de benefícios. A jornada de trabalho é de 40 horas semanais. O profissional Técnico do Seguro Social desempenha às funções de realizar atividades dentro da unidade e de campo na sua microrregião atendida pelo INSS. Estes trabalhos estão relacionados a planejar, organizar e executar tarefas de ordem constitucionais e da competência do INSS.

Analista do Seguro Social
Certificado de conclusão de curso superior em Serviço Social emitido por entidade reconhecida pelo MEC, além do registro na classe. Previsão salarial de R$ 7.954,09. A função do Analista do Seguro Social é atender e acompanhar os beneficiários dos serviços do INSS nas Agências da Previdência Social – APS, de igual modo, aos servidores, pensionistas e aposentados. Também cabe ao Analista do Seguro Social avaliar, executar e planejar estratégias de atendimento e melhorias nos Programas e Projetos na área social. A reabilitação profissional também faz parte dos trabalhos de planejamento e estratégias do cargo.
Os profissionais Analistas do Seguro Social desempenham sempre trabalhos voltados para estes atendimentos prioritários. Trabalham em jornadas de 40 horas semanais. De acordo com os dados da entidade é uma das funções com maior défice.

Perito Médico
Para a função de Perito Médico requer-se formação em Medicina e a previsão salarial inicial é de R$ 10.616,14. Como se pode imaginar a função do Perito Médico é, dentro do âmbito do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) e Ministério da Previdência Social (MPS) desenvolver suas atividades de perícias – médicas e constatar ou não casos que enquadram no Regime Geral da Previdência Social. Realizando, deste modo, a emissão de parecer conclusivo e laudos sobre à capacidade laboral que demanda fins previdenciários.

Todos estes cargos e questões salariais estão sendo discutidas pelo Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão – MPDG.




quarta-feira, 6 de fevereiro de 2019

Concurso PC-DF 2019 2.100 vagas!


Grande notícia aos concursandos brasilienses que almejam uma vaga na PolíciaCivil do Distrito Federal (Concurso PC-DF). Foi anunciado um novo concurso para a corporação visando o preenchimento de 2.100 vagas para os cargos de Agente e Escrivão.

Esta quantidade de vagas previstas ainda não é suficiente para suprir o déficit atual de profissionais. Um novo concurso ainda não foi autorizado, mas segundo o diretor Eric

Seba deve sair em breve. Então vamos aguardar!
O último concurso realizado pela corporação aconteceu ano passado (2016) e ofertou vagas somente para os cargos de Perito e Delegado.

Remuneração
A remuneração bruta inicial para os cargos de Agente e Escrivão é de R$ 8.284,55, com jornada de trabalho de 40 horas semanais.

Último Concurso Agente e Escrivão
O último concurso para os cargos de Agente e Escrivão foi realizado no ano de 2013 contou com 300 vagas mais formação de cadastro reserva. 

Os candidatos foram submetidos à provas objetiva e discursiva, teste de capacidade física, exames biométricos, avaliação médica e psicológica, investigação social, avaliação de títulos e curso de formação.


As matérias contempladas nas provas foram:

Língua Portuguesa; 
Noções de Informática; 
Raciocínio Lógico; 
Atualidades; 
Noções de Direito Constitucional; 
Direito Administrativo; 
Direito Penal; 
Direito Processual Penal; 
Legislação Específica; 
Legislação Penal Extravagante.



segunda-feira, 4 de fevereiro de 2019

Concurso Defensoria Pública do Estado do Rio de Janeiro (DPERJ) 2019


A Defensoria Pública do Estado do Rio de Janeiro (DPERJ) publicou novo edital para preencher 24 vagas imediatas + CR para os cargos Técnico Médio da Defensoria (Nível Médio), Técnico Superior Jurídico (Nível Superior Bacharel em Direito) e Técnico Superior Especializado (Nível Superior diversas áreas). É uma ótima oportunidade para você que pretende ingressar na Carreira Jurídica.


O candidato que deseja participar deve entrar no site da banca organizadora, a Fundação Carlos Chagas, e pagar o valor da taxa de R$ 65,00 para nível médio e de R$ 85,00 para nível superior. O período de inscrições conclui no dia 06 de março de 2019.

Remuneração e benefícios
A remuneração inicial para Técnico de nível médio da DPE RJ é de R$ 3.206,47. Já para Técnico de Nível Superior é de R$ 3.948,47. Os servidores ainda têm direito a auxílio alimentação/refeição no valor de R$ 535,00 e auxílio transporte no valor de R$ 352,00. A jornada de trabalho para todos os cargos é de 40 horas semanais.

Etapas do concurso DPE RJ
A aplicação da Prova Escrita Objetiva para o cargo de Nível Médio, Técnico Médio de Defensoria Pública, está prevista para o dia 14 de abril de 2019 com duração de 4 horas, das 8h às 12h, segundo o horário oficial de Brasília/DF, em município definido pelo candidato no ato da inscrição.

A aplicação da Prova Escrita Objetiva para os cargos de Nível Superior está prevista para o dia 14 de abril de 2019 com duração de 4 horas e 30 minutos, das 14h30 às 19h00, segundo o horário oficial de Brasília/DF, em município definido pelo candidato no ato da inscrição.

A Prova será composta de disciplinas que compõem as áreas de Conhecimentos Básicos e Conhecimentos Específicos. A Vestcon elaborou uma apostila específica para te ajudar a passar no concurso para os cargos de Técnico Médio Judiciário e Técnico Superior Judiciário.

Inscrições
Muita atenção ao período de inscrições que começa às 10 horas do dia 10 de janeiro de 2019 e termina às 18 horas do dia 06 de março de 2019 pelo horário de Brasília-DF e deve ser feita somente via internet neste endereço aqui. O valor da inscrição é de R$ 65,00 para nível médio e de R$ 85,00 para nível superior..


sábado, 2 de fevereiro de 2019

Curso de Habilitação de Oficiais Bombeiro Militar - CHO BM 2019.

EDITAL N.01, DE 21 DE JANEIRO DE 2019

Dispõe sobre o Processo Seletivo para o Curso de Habilitação de Oficiais Bombeiro Militar (CHO BM) para o ano de 2019.

Adquira sua Apostila e saia na frente!

DO CURSO E DAS VAGAS

Art. 1º - O Curso de Habilitação de Oficiais (CHO) é previsto no § 5º e § 8º do art. 13, do EMEMG e tem por finalidade habilitar os Subtenentes, 1º e 2º Sargentos do Quadro de Praças Bombeiro Militar (QP- BM) para o exercício das funções de oficial subalterno do Quadro de Oficiais Complementares Bombeiro Militar (QOC-BM).
Art. 2º - Serão ofertadas 20 (vinte) vagas para o QP-BM.
Art. 3º - O curso será executado pela Academia de Bombeiros Militar de Minas Gerais (ABM).

CAPÍTULO II
DAS CONDIÇÕES PARA INSCRIÇÃO
Art. 4º - O candidato deverá preencher, no ato da inscrição, os seguintes requisitos:
2
I - ser Subtenente, 1º ou 2º Sargento do QP-BM para concorrer às vagas do QOC- BM;
II - ter no mínimo 15 anos ou, no máximo, 24 anos de efetivo serviço no CBMMG até a data da matrícula;
III - não ter sido sancionado, nos últimos 24 (vinte e quatro) meses, por mais de uma transgressão disciplinar de natureza grave, transitada em julgado ou ativada;
IV - estar classificado, no mínimo, no conceito “B” com até 24 (vinte e quatro) pontos negativos;
V - possuir, no mínimo, ensino médio ou equivalente;

VI - estar apto no Treinamento Profissional Básico (TPB), e no Teste de Capacitação Física (TCF);

Inscrição – 25Jan19 a 22Fev19
Prova  - 24Mar19-Dom