Pesquisar este blog

Área Militar

Curta a Fan Page: Martins Concursos

Siga no Twitter

WhatsApp

http://whats.link/apostias

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2019

Porque fazer ou não um Concurso Público!


Os concursos públicos sofrem altos e baixos, e parece que as opiniões a respeito dessa escolha profissional também oscilam na mesma frequência. Nos bons momentos, parece ser a solução para a vida de todo mundo. Quando a situação se complica, todo mundo quer desistir do projeto.

Voltando ao tema: vale a pena fazer concurso público?

Depende. Depende dos sonhos que você tem para a sua vida. Depende da sua realidade financeira. Depende do seu perfil.

Trabalhar para a administração pública, da mesma forma que ser empregado na iniciativa privada ou trabalhar por conta própria, tem vantagens e desvantagens.


Vantagens
Em relação aos concursos, acho que a principal vantagem é a relativa segurança de ter um salário no fim do mês e outros direitos, tais como férias e décimo terceiro salário, garantidos. Com isso, é possível pensar em projetos de futuro.

Há pontos favoráveis também quanto ao acesso. Você não depende de indicações ou de conhecimentos pessoais. Não há discriminação de idade, sexo, classe social, religião – aliás, como deveria ser sempre –; você é um CPF e o resultado de uma prova.

Além disso, é possível se preparar aos poucos, e não há prazo fatal (exceto o limite de idade para a aposentadoria compulsória), porque sempre há novas oportunidades. No fim de tudo, não importa quanto tempo você levou para ser aprovado/a nem quantas vezes você foi reprovado/a antes – depois da aprovação, nomeação, posse, você é um servidor público com o mérito de ter conquistado aquele lugar a partir dos seus próprios recursos e empenho.

Outro aspecto importante é que há cargos nas mais variadas atividades, e não só em funções burocráticas, como muita gente pensa. Há trabalho em área administrativa, de planejamento e gestão, de segurança, bancária, de saúde, magistério, jurídica, inteligência; existe, ainda, uma infinidade de cargos de formação específica: arquitetura, arquivologia, astronomia, biologia, biblioteconomia, ciências contábeis, direito, economia, engenharia, geologia, informática, medicina, psicologia e muitos outros.

E também é possível empreender no serviço público, apesar de tudo ser mais moroso, porque cada passo é regrado pela legislação. Mas, mudanças e melhorias são importantes para garantir a qualidade do serviço prestado, e cabe também a você levar novos conhecimentos e propostas de atualização.

Então, é uma questão de verificar o tipo de concurso que você deseja, e se preparar adequadamente.

Mais uma coisa: sempre haverá concursos, porque existem serviços que precisam ser prestados à sociedade e que não podem ser privatizados. Então, há momentos com oferta mais restrita e outros com mais vagas, mas isso é sempre temporário.


Desvantagens
Mas, nem tudo são flores, e há também desvantagens, claro.

Por exemplo, o tempo de aprovação costuma ser um pouco longo – em torno de 2 anos ou mais, conforme o concurso -, porque muita gente se prepara para o mesmo cargo.

O salário é determinado por lei, o que, de certa forma, é uma segurança. Por outro lado, não existe negociação com a chefia para pedir aumento, por melhor funcionário que você seja. Também por isso, o clima costuma ser menos competitivo do que na economia privada.

Mais um ponto a ser analisado, vale lembrar que o concurso é para o cargo. Então, aquele será o seu trabalho para sempre. Não é como trabalhar numa grande empresa e poder mudar totalmente de área ou subir patamares. É possível exercer funções um pouco diferentes, desde que conexas ao cargo de origem, porque cada cargo tem um leque de atribuições que termina sendo dividido por diversos funcionários.

Mas, se você se encantar por outra atividade, mesmo que dentro do serviço público, terá de ser aprovado em outro concurso. O mesmo acontece se você entrar para um cargo de nível médio e depois quiser exercer atividades de um cargo de nível superior, ainda que na mesma carreira – só prestando novo concurso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário