Pesquisar este blog

Área Militar

Curta a Fan Page: Martins Concursos

Siga no Twitter

WhatsApp

http://whats.link/apostias

terça-feira, 9 de julho de 2019

Curso de Formação de Oficiais (CFO PMMG) Exigência de curso superior!!!

Exigência de curso superior visa a elevar o nível intelectual da Polícia Militar em Minas

Para quem sonha em seguir a carreira militar, o preparo para o processo seletivo da polícia não é o único passo a ser tomado. Hoje, além das provas e testes físicos aplicados pela Polícia Militar mineira, para ingressar na instituição pelo Curso de Formação de Oficiais (CFO) é preciso ser bacharel em direito. A exigência tem feito com que muitos aspirantes busquem a graduação.

Formação superior, em qualquer área, também é exigida para quem deseja ser soldado da PM. O requisito visa a aumentar o nível intelectual da tropa e otimiza o aproveitamento das disciplinas da capacitação oferecida pela própria instituição aos futuros oficiais.
 
Comandante da Academia de Polícia Militar (APM), o coronel Márcio Linhares frisa que o bacharel em direito já é mais preparado por ter estudado filosofia, sociologia, legislação. “Conseguimos trabalhar melhor, no curso da polícia, matérias relacionadas à atuação profissional. Com isso, damos uma formação muito melhor, para que o policial entenda sobre questões centrais como direitos humanos e atendimento a grupos vulneráveis, como crianças e idosos. É uma pessoa que consegue interagir melhor com a comunidade”.

Ao concluir a formação de oficiais, o agente terá duas graduações no currículo. A primeira, de direito. Já a segunda, de tecnologia em segurança pública, oferecida durante o CFO, com duração de dois anos e meio.

Hoje, o efetivo da corporação em todo o Estado chega a 43 mil homens e mulheres. O coronel Márcio Linhares estima que, em até oito anos, todos tenham curso superior. Segundo ele, os policiais que ingressaram antes da exigência do diploma têm acesso a convênios para se qualificar. “Isso tudo para ampliar nossa formação acadêmica”, frisa.

Profissional aprimorado

Conhecer a legislação é uma vantagem não só aos policiais militares, mas a todos que desejam ingressar em carreiras relacionadas à segurança pública, como as de delegado, promotor de Justiça, guarda municipal e agente penitenciário. Apesar de essas duas últimas profissões não serem exclusivas para o bacharel em direito, a formação pode amparar o aprimoramento dos profissionais.

É o que afirma o coordenador dos cursos de direito das unidades Prado e João Pinheiro das Faculdades Promove, Emerson Castro. “A graduação também ajuda quem já está em alguma carreira e tem vontade de se especializar. Ela traz disciplinas como direito administrativo e constitucional e ainda oferta matérias optativas específicas de segurança pública, como direito penal e militar, criminologia, medicina legal, dentre outras”, frisa. 

Os estudantes da instituição realizam estágio supervisionado na área penal e participam na construção e elaboração de peças criminais, inquéritos, denúncias e júri. Os alunos também têm a oportunidade de participar de julgamentos nos tribunais e de visitas técnicas a delegacias e batalhões de polícia.


Nenhum comentário:

Postar um comentário